A omissão dos bons, sem dúvidas, se torna força para os maus que são mais astutos e até “inteligentes”.

Mas nada como um coração entregue a Deus para apagar os rastros do maligno nos lugares, nos corações, nas vidas.

Um verdadeiro discípulo é aquele que aprendeu com seu Mestre a AMAR, cuidar, perdoar, batizar, expulsar os demônios, AMAR… sim, amar aparece no início e no fim pelo simples fato de tudo depender do “Amor” com “A” maiúsculo. É preciso que tudo seja feito em Deus, por Deus e para Deus.

O coração incendiado e abrasado do discípulo fiel é capaz de dissipar as trevas, clarear as situações, dar vida aos mortos… porque o fogo não é seu, mas do Mestre que o faz arder de amor.

Não deixe matarem sua vocação, sua missão! Mais do quê um número numa comunidade, movimento, congregação ou paróquia, você é um Filho, amado e escolhido por Deus para ser luz das nações e isso independe da escolha e aceitação de homens, lideres, coordenações, fundações.

É o próprio Senhor quem nos chama e nos envia a partir de nosso batismo. Nunca se esqueça disso!

Insígnias de comunidades passam, mas a marca do Batismo, da ESCOLHA E PERTENÇA AO Senhor, essa é INDELÉVEL!

Deus te abençoe!

“Que a tua vida não seja uma vida estéril. – Sê útil. – Deixa rasto. – Ilumina com o resplendor da tua fé e do teu amor” (São Josemaria Escrivá).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: