Meu nome é Juliana Rossi, tenho 30 anos e minha consagração foi no dia 12/12/2015. Sou consagrada a Jesus pelo título do Imaculado Coração de Maria.

Como foi?

Nunca tive uma aproximação grande com Maria (uau, isso é possível?). Posso dizer que tinha um carinho pela mãe de Jesus e isso bastava para mim (engano meu, óbvio).

Em um determinado momento fui convidada a ser coordenadora de um grupo de jovens de minha paróquia e a maternidade era inerente: almas sendo confiadas a mim, dificuldades e anseios partilhados comigo.

Em meio a essa maternidade espiritual, entendi que era preciso um exemplo a ser seguido, uma intercessora e amiga: e haveria de ser Maria! Na época, muitas consagrações estavam sendo realizadas e pensei comigo: não quero me consagrar para mostrar para ninguém, quero me preparar e fazer uma boa formação.

Deus ouviu minhas preces!

Um amigo que também sentia no coração o desejo pela consagração encontrou uma formação em São Bernardo e fui também. Ah! Como cada formação era um “tapa”, um “acorda, Juliana” e, docemente, Nossa Senhora me conduziu. Quanto ao título? Ela mesmo revela! No meu caso, era um coração pulsante, um coração que ama e somente ama.

E depois?

Ganhamos superpoderes?
Nos tornamos melhores?
Nos tornamos mais especiais?

Nada disssoooooo!!! A consagração é uma forma de dizer ao mundo que reconhecemos Maria como nossa fiel intercessora e não nos tornamos melhores do que ninguém. Pelo contrário, somos convidados a sermos mais humildes, mais mansos, mais silenciosos e mais confiantes na promessa de Deus.

São Luís Maria Grignion de Montfort vai nos dizer que Maria é o caminho mais fácil, mais curto e mais seguro para se chegar a Deus.  Se Jesus nasceu no ventre de Maria, quem somos nós para não sermos gerados por ela, não é?

Sinal externo do consagrado

A cadeia é o sinal de um consagrado! Obrigatória? Não!!! No Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem (para se consagrar precisa ler e fazer todos os exercícios heim?) nos diz da não obrigatoriedade, por ser um sinal externo.

Mas eu já fui reconhecida como consagrada por usar a cadeia! Então, é o nosso sinal exterior ao mundo, revelando a nossa escolha.

Em nossas orações sempre pedimos a intercessão de Maria. Isso passa a ser natural! Pedimos sempre o cuidado e amor de nossa fiel intercessora.

Apenas cuidado: Não idolatramos Maria!

Amamos Maria!!

Os consagrados pecam? É claro que sim! Mas é sempre tempo de reconciliar-se, de voltar ao amor de Deus!

E como dica: a cadeia sempre nos ajuda a pensar antes de pecar quando olhamos para ela: ops, não dá não!

Ah! Quisera eu que se levantasse uma geração mariana em que todos reconhecessem Maria como mãe e intercessora!

São João Bosco vai dizer: “Quem confia em Maria jamais será iludido!”.

Tem dúvidas? Quer conversar? Entre em contato e teremos o maior prazer em lhe ajudar!

Salve Maria!

Juliana Rossi

1 comentário

Deixe uma resposta para Michele Lopes Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: